O portal de turismo NaSerraCatarinense é uma plataforma do Correio Lageano. Foi criado para ser referência na difusão de conteúdos turísticos da região, oferecer informações e serviços e contribuir com todos que buscam experiências marcantes. Saiba mais

Desenvolvido por
Siga o CL+
GO UP

Cachoeiras

Caracterizada por sua natureza preservada, é na Serra Catarinense onde existe um dos melhores recursos hídricos. A região é rodeada por arroios, afluentes e centenas de cachoeiras de águas límpidas, algumas imponentes e outras formadas por pequenas quedas d’água. Umas de fácil acesso e outras escondidas entre morros e encostas.

Procuradas pelos moradores locais especialmente no verão, as cachoeiras tornaram destinos de muitos roteiros turísticos. Grupos de praticantes do trekking se aventuram cada vez mais a procura de um novo destino. Lembrando que é fundamental contratar um guia de turismo local para segurança.

Cachoeira Faby Tour

Foto Bom Jardim da Serra: Faby Tour/Divulgação

Bom Retiro

 

Cachoeira do Barbaquá

Distante 80 metros da estrada principal que corta a localidade de Barbaquá. O percurso até a cachoeira ida e volta saindo do centro da cidade tem um total médio de 35 km, ideal para os amantes do ciclismo, todo o trajeto passa por belíssimas paisagens e montanhas. Próxima a cachoeira possui um estabelecimento para descanso e fazer um belo churrasco.

 

Foto: Rodrigo Becker/Divulgação

Cachoeira do Barbaqua - Bom Retiro - Foto Rodrigo Becker

Cachoeira do Téco

Na localidade de Guarda Velha, o percurso ida e volta até a cachoeira e/ou corredores de pedra tem um total médio de 20 km, a partir do Centro da cidade. Para chegar até a cachoeira é preciso andar cerca de 100 metros, passar por uma clareira com esculturas naturais de pedra, um poço que pode chegar até três metros de profundidade.

 

Foto: Rodrigo Becker/Divulgação

Cachoeira Guarda-Velha, Rodrigo Becker
Rio Rufino

 

Cachoeira Rio do Tigre

A 7 km do Centro da cidade, pela estrada geral Rio Rufino/Urubici, o trajeto é feito com veículo até a Fazenda Rio do Tigre. Lá, o proprietário mostra o caminho da trilha que tem duração de uma hora até a cachoeira. O percurso passa por travessias de rio, nascentes de água, árvores centenárias e aves. Não esqueça de usar bota de borracha e um bastão.

 

Foto: Paulo Nunes/Divulgação

Cascata Rio Rufino

Cachoeira da Fábrica

Uma trilha com travessias de rio de nível médio. A Cascata da Fábrica nos remete em uma emocionante viagem ao passado, pois tem esse nome pelo fato que há mais de 50 anos próximo a cachoeira foi instalado uma serralheria movida pela força da água. Está localizada a três quilômetros da cidade.

 

Foto: Paulo Nunes/Divulgação

Rio Rufino 1 - Cascata da Fábrica, Mauro Maciel (10)

Vale das cachoeiras

Localizada a 5 km da cidade, uma sucessão de cachoeiras no alto da serra. Local de difícil acesso, recomenda-se contratar um guia local.

 

Foto: Paulo Nunes/Divulgação

Rio Rufino - Vale das Cachoeiras 4 - Paulo Nunes
Urubici

 

Cascata Véu da Noiva

A cascata se destaca entre as mais de 80 encontradas no município. A água desliza suavemente por um grande rochedo, em dias de muita chuva a queda d’água parece um véu de noiva. A cascata fica em propriedade particular, há no local um restaurante que também serve lanches. Na caminhada de 300 metros entre o estacionamento e a base da cascata é possível flagrar diversos pássaros da fauna local.

Urubici 2 - Cascata Véu de Noiva, Gi Couto (4)

Cachoeira do Avencal

Possui 100 metros de queda livre, muito frequentada por praticantes de rappel. O nome deriva da avenca, vegetação comum na região. É possível chegar de carro à parte de cima da cachoeira e a pé à parte de baixo. Fica no Morro do Avencal, próximo às inscrições rupestres, na chegada a Urubici para quem vem de São Joaquim.

Urubici 1 - Cascata do Avencal, Rovaris (29)
Bom Jardim da Serra

 

Cascata do Saiquí

Queda de 15 metros d’água. É possível chegar até a parte baixa ou a parte alta. O visual da cachoeira, dos campos e taipas é deslumbrante. Fica dentro do Parque Eólico, a maior parte do trajeto é feito de carro. É necessário pagar uma taxa de R$ 10,00. A taxa dá direito a conhecer o Cânion da Ronda, o Parque Eólico e a Cascata do Saiquí. Na entrada, o vigia explicar como chegar até a queda d’água.

X - Cascata do Saiqui, Bom Jardim da Serra, Suzani Rovaris (61)

Cascata da Barrinha

Às margens da SC-438, a poucos quilômetros do Mirante da Serra do Rio do Rastro. Como a cachoeira é bem abaixo do nível da estrada, serve como ponto de referência o portal de entrada da cidade de Bom Jardim da Serra. Ao lado, há uma área para estacionamento e ali uma escadaria que leva até ao nível d’água. O rio que forma a Cascata da Barrinha é um afluente do Rio Pelotas, com água limpa e cristalina.

Bom Jardim da Serra 3 - Cascata da Barrinha, Gi Couto (5)
Lages

 

Cachoeira Salto Caveiras

O Salto do Rio Caveiras é um local para quem quer curtir um ambiente tranquilo em meio à natureza. A região possui uma área de camping e restaurantes. Além disso, possui lagos onde você pode pescar. Conhecer a Usina Hidrelétrica de Caveiras, a primeira construída da região, também pode ser um dos passeios quando você estiver na região.

Salto Caveiras (3)
Conheça os municípios da Serra Catarinense
Escolha os roteiros turísticos que mais combinam com sua viagem