O portal de turismo NaSerraCatarinense é uma plataforma do Correio Lageano. Foi criado para ser referência na difusão de conteúdos turísticos da região, oferecer informações e serviços e contribuir com todos que buscam experiências marcantes. Saiba mais

Desenvolvido por
Siga o CL+
GO UP

Dicas para levar seu pet na viagem

Viajar e levar o seu bichinho junto pode ser uma experiência muito especial. Sabemos que seu cachorro ou gato é um importante integrante da família. Mas a viagem dele deve ser tão confortável quanto a sua, por isso é importante responder mentalmente algumas perguntas. Meu cachorro já andou de carro? Ele gosta da experiência ou fica estressado? Está acostumado com caixas de transporte? Se sente a vontade em locais com pessoas diferentes?

Separamos algumas dicas para ajudar vocês. Durante a viagem, é importante que você faça diversas paradas para que seu pet possa beber água, fazer suas necessidades e gastar um pouco de energia. Fora do carro, ofereça água, mas não o alimente, pois enjôos são comuns. Ração, só até duas horas antes da viagem.

Além disso, deve se atentar para a temperatura dentro do carro. Se a viagem acontecer em um dia de sol, não hesite em ligar o ar condicionado ou abrir os vidros para que a temperatura não fique tão alta.

Na estrada, pode acontecer de o motorista ter de frear bruscamente, causando impactos fortes nos passageiros. Por isso, não convém deixar o pet solto no veículo, pode causar sérias lesões como também ferimentos mais graves em quem está no carro.

Logo, torna-se imprescindível o uso de equipamentos de segurança, como cinto de segurança, caixa de transporte e assentos especiais.

 

 

Sugestões para a segurança do seu pet:

– Cinto de segurança: existe uma infinidade de modelos de cintos para cães no mercado. O modelo mais comum é chamado de adaptador.

– Peitoral: o mercado disponibiliza peitorais específicos que são os mais indicados para transportar cães.

– Caixa de transporte: esta é a maneira mais garantida de transportar o seu animal.

– Assento: é o mais recomendado para cães que pesam até 10 kg. É fixado na parte superior do encosto do banco traseiro do carro e pelo cinto de segurança.

 

Hospedagem

Fotos: Freepik

 

Algumas doses de paciência são necessárias para lidar com a burocracia dos hotéis. A primeira situação a ser resolvida são os regulamentos das empresas de hospedagem. Alguns documentos podem ser requisitados como o cartão de vacinação e o atestado de saúde assinado por um veterinário.

Os hotéis e as pousadas que aceitam animais costumam exigir que a presença do pet seja avisada no ato da reserva. Em alguns estabelecimentos, há também a assinatura de um termo de compromisso onde o dono se compromete a pagar possíveis despesas com estragos.

 

 

 

Conheça os municípios da Serra Catarinense
Escolha os roteiros turísticos que mais combinam com sua viagem